Vaccarello + Yves Saint Laurent

Após quatro anos sob o comando de Heidi Slimane, na Semana de Moda de Paris Verão 2017, a grife Yves Saint Laurent lançou a primeira coleção dirigida pelo belga Anthony Vaccarello. O estilista era diretor da Versus Versace e tem sua própria marca, que já vestiu celebridades como Angelina Jolie, Gisele, Miley Cyrus e Jennifer Lopez. A coleção traz um mix da personalidade de Vaccarello (com um toque sensual) e uma volta aos tradicionais de Saint Laurent. 

Saint Laurent : Runway - Paris Fashion Week Womenswear Spring/Summer 2017 3-15

PARIS, FRANCE - SEPTEMBER 27: Models walk the runway during the Saint Laurent show as part of the Paris Fashion Week Womenswear Spring/Summer 2017 on September 27, 2016 in Paris, France. (Photo by Pascal Le Segretain/Getty Images)

O estilista retomou os anos 60 e trouxe o famoso Le Smoking que tomou as passarelas de outono/inverno de 1966. A icônica logo YSL brilhou anunciando a chegada do novo estilista e esteve presente em diferentes peças, destacando brincos, colares e até no salto de um estileto.

6-10-1desfile-saint-laurent

A coleção esteve com maioria das peças na cor preta e com comprimentos mais curtos, além das ombreiras, ombro único e seios cobertos apenas por telas ou adesivos brilhantes. A atitude e estilo ousado de Vaccarello promete grandes inovações e um up na grife que é renomada e referência no mundo fashion.

desfile-saint-laurent-paris

Shakespear para hoje.

Maison Valentino Haute Couture – PFW.

É tão bacana quando moda, cultura e história se misturam, não é?! Não por menos, ficamos encantadas com o Fashion Show de Haute Couture da Maison Valentino. Homenageando os 400 anos de morte de Shakespear, a label se inspirou em Romeu e Julieta, e nos trajes dos príncipes, princesas e padres da época. Num momento em que um dos diretores criativos se despedia, a Maria Grazia Chiuri, deixando apenas Pierpaolo Piccioli no posto, a maison não demonstrou nenhum tipo de tensão diante da situação, pelo contrário, tudo pareceu perfeitamente planejado para uma despedida à altura.

O primeiro look já dizia o que estava por vir, um traje masculinizado, inspirado no período elizabethano, com a gola clássica da época que apareceu na maioria das produções. A cultura teatral apresentada por eles representou um vestuário expressivo e forte, com muitas horas de trabalho handmade notáveis em cada peça. Vestido de couro e com pedaços de couro, lembravam as armaduras da época, que eram proteção de corpo e alma. O vestido intitulado “Grazia” foi inspirado na Julieta, pintado à mão, trazia à memória todo o romance.

A beleza era suave e mórbida, bem coerente com o período inspirado. Para quem ama moda, um desfile como esse carregado de conteúdo, é de chorar! Isso prova que ainda há esperanças no mundo da moda.

Vem conferir!

Vestido “Grazia”, inspirado em Julieta.

bkjbj bkjbkj gbu hjgku hjvj ibio jh jkb khb kjh knkln uygi

História na passarela.

Chanel Haute Couture – PFW.

Surpreendente, como sempre, a Chanel armou um Fashion Show para ser eternamente lembrado na Paris Fashion Week desta temporada. O renomado kaiser da label, Karl Largefeld, teve a brilhante ideia de reproduzir um de seus ateliês, o mais tradicional deles que existe desde a época de Coco Chanel, no Grand Palais, com máquinas de costura, carretéis e tudo que tem direito. A ideia era usar a estrutura do desfile como uma forma de protesto contra o see now, by now (veja agora, compre agora) que está ganhando espaço, mostrando que por trás de cada peça existe uma história, e uma grande equipe. Durante o desfile via-se as costureiras trabalhando, as chefes de ateliês, e até algumas peças sendo finalizadas enquanto as modelos desfilavam pela “passarela”.

Quantos as peças, o clássico terninho de tweed esteve presente, mas em versão modernizada e alta costura, com bordados. Calças pantacourt continuam presentes, uma dica de styling para tornar o look de verão, invernal, foram as botas over the knee usadas com vestidos mini e midi, e também com as pantacourts. Os casaquinhos estruturados participavam de quase todos os looks, bordados ou não. O comprimento midi dominou a passarela. Quanto a estética, Chanel apresentou um visual despojado nos cabelos e na maquiagem, com cara de fim de noite.

Ao fim do desfile, Karl entrou com as chefes de ateliê e se emocionou, será que os boatos de sua aposentadoria são verdadeiros?! É fato que mesmo com tanto tempo de estrada, ele mostra que é possível se reinventar sem perder a essência.

Vem conferir!

YFUY BJB dg DR GYU HJV JKB JYG KJB kn NMB Sem título VKU XFDX